domingo, 20 de abril de 2014

mi fraude. breve reflexão.


Na verdade, meu dizer fraude faz parte de um sistema complexo organizativo que está atrelado ao imaginário criativo
que circunda minha humilde self vaidosa .

Quando afirmo ser uma fraude, de pronto, entendo como uma sabotagem
aos entendimentos formais da razão.

Para uma melhor compreensão, vide a etmologia do verbo fraudar que ousei resignificar:
designa desobediência de comportamento, criatividade para inventar meios de não cumprir os deveres (não está ligada ao sentido de ser uma pessoa falsa ou não verdadeira, aspectos não me cabem). Fraudar no sentido de abrir o leque, reelaborar entendimentos, desestabilizar procedimentos engessados... contestar, subverter, redimensionar o que nos é imposto.

Me burlo toda!


 imagem Berg Kardy, 2014.

terça-feira, 11 de março de 2014

Paradoxo, Travessia e Fruição.

A inspiração para criação do vídeoarte surgiu durante o XVII ENEARTE (Encontro Nacional de Estudantes de Arte. Vitória, outubro de 2013). O encontro teve como tema: paradoxo, travessia e fruição. Refletindo sobre essas palavras chave, a LIGA sai pelas ruas cidade de Vila Velha (ES), controem um laboratório de intervenções performativas a céu aberto, e levam a razão para as raias da loucura.

A edição foi feita pensando nas vivências dxs intérpretes-criadorxs 
num território a ser desbravado no período de dez dias.
Deslocamento, encontros, festas, luzes e cores...
Vila Velha era o paraíso paradoxal, a travessia estava no interior de cada artista, e a fruição?
Nossa sincronia!

Ficha Técnica
Direção e edição: Andréia Oliveira.
Codireção: Berg Kardy.
Produção e colaboração artística: Dirceu Mesquita, Fábio Santos e Rener Oliveira
Intérpretes-criadorxs: Andréia Oliveira, Berg Kardy, Corvo Torto, 
Lívia Caroline e Rener Oliveira.
Música: Wegue Wegue (Buraka Som Sistema-Kalemba).
Agradecimentos: Equipe ENEARTE vix 2013 e moradorxs de Vila Velha.


ligadocorpo.blogspot.com.br